Logo
Regional

Projetos de alunos do Politécnico de Viana do Castelo premiados

19 Outubro, 2022 | 10:56
Partilhar
Eduarda Alves
5 min. leitura

Ana Catarina Ferreira, aluna do primeiro ano do curso de Licenciatura em Engenharia Alimentar, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, venceu o desafio “Na minha casa não desperdiçamos”, na categoria de Alimentação Saudável e Sustentável promovido no âmbito do projeto Eco Escolas, da Associação Bandeira Azul da Europa. Mas este não é o único prémio que o IPVC vai receber durante a cerimónia. Numa outra categoria, a da Geração Depositrão, o projeto apresentado a concurso por João Mirra, do curso de Licenciatura em Engenharia da Computação Gráfica e Multimédia do IPVC, conquistou igualmente o primeiro lugar.

“Na minha casa não desperdiçamos”

O primeiro lugar deixou ainda mais motivada Ana Catarina Ferreira, aluna do primeiro ano do curso de Licenciatura em Engenharia Alimentar, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, que venceu o desafio “Na minha casa não desperdiçamos”, na categoria de Alimentação Saudável e Sustentável, promovido no âmbito do projeto Eco Escolas, da Associação Bandeira Azul da Europa. A estudante de 21 anos, natural de Barcelos, desenvolveu uma receita com desperdícios alimentares, envolveu toda a família e o resultado, diz, foi surpreendente.  Criou uma quiche de cascas e mostrou que há muita coisa que pode ter efetivamente uma segunda vida. “Eu sempre gostei de fazer quiches e de reaproveitar, mas nunca pensei em fazer uma de cascas. Lá em casa também estranharam, mas depois de pronta, gostaram e até repetiram. Estamos literalmente a comer cascas, mas transformadas, muitas delas em farinhas”, começou por contar Ana Catarina Ferreira.

Numa altura em que o custo de vida sofre alterações profundas, esta estudante de Barcelos vê grandes vantagens neste género de projetos e deixa mesmo o desafio às grandes empresas alimentares: “Com os preços a subirem bastante, esta pode ser uma boa solução, porque reaproveitamos mesmo tudo. E como nós conseguimos, as grandes empresas alimentares também podem começar a investir efetivamente nesta matéria e ajudar as famílias”.

Desafiante foi também a receita feita pelas gémeas Vânia e Lara Martins, de 21 anos, naturais de Braga e colegas de turma de Ana Catarina Ferreira. Desenvolveram uma tortilha de desperdícios e conquistaram adeptos em casa. “Na verdade, o que fizemos foi olhar mais atentamente para os desperdícios e reaproveitar praticamente tudo. Percebemos que esta é uma boa abordagem e uma ótima solução quando o tema é reutilização e reaproveitamentos. Conseguimos receitas simples, saborosas, ricas e com os nutrientes mais importantes”, descreveu Lara Martins.

Ao longo de três dias, as alunas contabilizaram e pesaram todo o desperdício alimentar nas suas casas, feito durante a confeção e após as refeições. “Depois, o desafio foi o de usar a imaginação e procurar reutilizar esses alimentos, normalmente descartados e colocados rapidamente no lixo. As sobras, como cascas, caules, folhas, mas também arroz, carne ou batatas, deram origem a sugestões criativas e saborosas”, explicam.

Estudantes tinham já participado no projeto “Açúcar ao Lanche”

No âmbito do projeto Eco Escolas, estas alunas tinham já participado no desafio do “Açúcar ao Lanche”, com o objetivo de recolher informação relativa aos alimentos consumidos pelos estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Viana do Castelo. Através da realização de um inquérito, perceberam que o croissant era um dos alimentos mais ingeridos pelos colegas. “No final do inquérito, fizemos uma exposição com os alimentos mais consumidos e as gramas de açúcar que cada um contém. As reações foram de muita admiração, porque há quem coma um croissant todos os dias e não tivesse noção da quantidade de açúcar que ele tem. E se juntarmos ao croissant um sumo, então o nível de açúcar num simples lanche pode ultrapassar a dose diária recomendada”.

Os projetos foram acompanhados pela docente Rita Pinheiro, coordenadora do curso de licenciatura em Engenharia Alimentar.

Geração Depositrão, IPVC conquista pódio pelo segundo ano consecutivo

A cerimónia servirá igualmente para proceder à entrega de mais um primeiro lugar.  Na categoria “Geração Depositrão”, João Mirra, natural de Vila Nova de Famalicão, e aluno do terceiro ano do curso de Licenciatura em Engenharia da Computação Gráfica e Multimédia do IPVC, apresentou-se a concurso com um vídeo didático dirigido aos mais novos. Uma mensagem vinda do futuro para alertar e sensibilizar para a necessidade da reciclagem. “Há um personagem, o capitão ERP, que tinha sido em tempos líder da equipa REEE, uma equipa que garantia a reciclagem de resíduos elétricos. O Depositrão tratava de pequenos equipamentos elétricos tais como telemóveis, torradeiras e computadores. A vapores transformava todos os eletrodomésticos pequenos que já não eram usados em novos eletrodomésticos. E o Traga Pilhas alimentava-se de todas as pilhas usadas que conseguia encontrar. No entanto a missão da equipa REEE de manter o mundo livre de lixo eletrónico falhou”, explica João Mirra.

Para travar a poluição, revela o estudante finalista, “o capitão já reformado, em 2030, teve uma ideia, uma última esperança para salvar o mundo. Tinha de enviar uma mensagem para o passado a alertar as pessoas daquilo que se passava”. E assim, revela João Mirra, “o capitão usando uma máquina do tempo envia uma mensagem para o ano de 2022, com a indicação de que o tempo está a esgotar-se, mas que ainda vamos a tempo de ajudar a salvar o mundo. Um pequeno gesto como depositar pilhas usadas nos recipientes identificados ou entregar equipamentos elétricos em postos de recolha fazem a diferença. Mais do que uma obrigação, a reciclagem é uma necessidade”. Uma mensagem forte, num vídeo criado com a orientação do docente Nuno Ribeiro, que conquistou o júri.

João Mirra mostra-se satisfeito com a conquista e revela que foi desde logo assumido que ao fazer algo teria que “trazer algo útil e didático”.

Cinco Escolas do IPVC premiadas com Bandeiras Verdes

No evento serão, ainda, entregues as Bandeiras Verdes a cinco das seis escolas superiores do IPCV: Escola Superior de Educação (Viana do Castelo), Escola Superior Agrária (Ponte de Lima), Escola Superior de Tecnologia e Gestão (Viana do Castelo), Escola Superior de Saúde (Viana do Castelo) e Escola Superior de Ciências Empresariais (Valença).

O Eco Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmente Education”, desenvolvido em Portugal já há mais de 25 anos pela ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), que pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pelas escolas no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade.

Blisq Creative | Estratégia de Comunicação, Design, Websites e Marketing Digital
Blisq Creative | Estratégia de Comunicação, Design, Websites e Marketing Digital

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 1 Dezembro, 2022

Vianenses Bruna Parente e Miguel Cunha galardoados na Gala “O Minhoto” Troféus Desportivos

Bruna Parente (Viana Remadores do Lima) e Miguel Cunha (Vitoria SC) foram os vianenses galardoados com o Troféu “O Minhoto” nas áreas de remo e voleibol, respetivamente, num total de 28 prémios atribuídos através de votação de um júri composto por 91 elementos (48 órgãos de comunicação social de âmbito local e regional, 12 órgãos de comunicação social de âmbito nacional e 31 entidades ligadas ao desporto).

Regional 30 Novembro, 2022

Solutions30 investe mais de meio milhão de euros em Viana do Castelo

A multinacional francesa Solutions30 investiu cerca de 600.000 euros e inaugurou ontem um novo espaço em Viana do Castelo. O espaço, cuja inauguração contou com a presença do Presidente da Câmara, Luís Nobre, vem dar continuidade à unidade instalada na Zona Industrial do Neiva – Fase II e conta com uma área de 500m2, com capacidade para mais 80 pessoas, e alberga diversos serviços, tais como Recursos Humanos, Contabilidade, Logística e Marketing, assim como os gabinetes da Direção. Em Viana do Castelo, a empresa conta, assim, com 260 colaboradores.

Regional 30 Novembro, 2022

Barcelos Bus gratuito durante todo o mês de dezembro

Os passageiros do Barcelos Bus vão poder usufruir deste meio de transporte de forma gratuita durante todo o mês de dezembro.

Regional 30 Novembro, 2022

10 anos de Renascer de Areosa em exposição

O Grupo Etnofolclórico "RENASCER" de Areosa, cumpre no dia 1 de dezembro de 2022 o seu 10º  aniversário. Neste ano especial de retoma da atividade pós-pandemia, este grupo decidiu marcar de uma  forma especial o 10º ano a longo prazo. A direção, cumprindo o desiderato estabelecido aquando o 9º  aniversário, comemorado em situação condicionada, devido às restrições que ainda se mantinham,  apresentou aos componentes e alguns amigos, a programação prevista para o 10º ano de existência, à qual se  davam forma as atividades de música, canto, dança, colóquios e exposições. 

Regional 30 Novembro, 2022

Regime de Incentivos para 2023 com soluções combinadas para setor tecnológico, serviços partilhados e indústrias criativas

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, em reunião de executivo, o Regime de Incentivos para 2023, que prevê a continuidade das reduções e isenções de taxas diversas e, pela primeira vez, inclui, para o setor tecnológico, serviços partilhados e indústrias/atividades criativas, a oferta de soluções combinadas para empresas e profissionais e para o seu agregado familiar, tais como alojamento a custo controlado, soluções de mobilidade e oferta de soluções ao nível educativo.

Regional 30 Novembro, 2022

HER, um projeto impactante na vida de vítimas de cancro da mama

A iniciativa começou em 2021 e tem tido um impacto muito positivo em termos físicos, mas também psicológicos na vida de quem tem recorrido ao programa. Fomos conhecer três testemunhos que descrevem os benefícios do HER, um projeto que assenta na formação e informação sobre a prática da atividade física e do exercício físico durante e após os tratamentos de cancro.

Regional 30 Novembro, 2022

Arcos de Valdevez comemora “Dia Nacional da Cultura Científica”

Para comemorar o Dia Nacional da Cultura Científica, celebrado anualmente a 24 de novembro, as Oficinas de Criatividade Himalaya receberam mais um Arcuense com Ciência. Desta vez, foi Eliana Silva que falou de Fotossíntese Artificial.