Logo
Cultura

Praça da República é palco da 5º edição do Wine & Blues Festival dias 26 e 27 de maio

24 Abril, 2023 | 17:24
Partilhar
Viana TV
4 min. leitura

O Wine & Blues Festival regressa nos dias 26 e 27 de maio à Praça da República de Viana do Castelo. No último fim-de-semana de maio, as noites de sexta- feira e sábado prometem um programa imperdível. A partir das 20h00, o convite lançado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo é para que vianenses e visitantes brindem com vinho verde em pleno centro histórico, aliando uma mostra vínica a um surpreendente cartaz musical.

Aposta sólida do Município de Viana do Castelo, o Wine & Blues Festival concretiza este ano a sua 5ª edição. Tem-se vindo a afirmar enquanto festival de dimensão internacional, num percurso de consolidação da Mostra Vínica e de reconhecimento de bandas de renome mundial pelos fãs do género Blues.

O vice-presidente da Câmara Municipal, Manuel Vitorino, acredita que o Wine & Blues irá “continuar a unir gerações, agregar públicos e atrair visitantes além- fronteiras, contribuindo para a promoção internacional do Vinho Verde e para afirmar Viana do Castelo como destino de enoturismo, com um programa cultural relevante”.

Em conferência de imprensa de apresentação do evento, considerou que “mais do que um evento musical, este é um evento cultural”. “O espetáculo musical vem enaltecer este produto cultural que queremos valorizar cada vez mais”, frisou.

Ao longo das quatro edições anteriores, passaram por Viana do Castelo 24 bandas, de 8 nacionalidades, mais de três dezenas de produtores de Vinho Verde e cerca de 32.000 pessoas. Este ano, a organização pretende chegar aos 50.000 espetadores, o que significaria 18.000 espetadores na presente edição. “A expetativa é elevada. O nosso objetivo é sempre ultrapassar os números das edições anteriores. Em 2022, tivemos a retoma. Este ano, queremos voltar a crescer”, afirmou Manuel Vitorino.

Na edição de 2023, o festival propõe homenagear o papel das vozes femininas na história dos Blues

Marcam presença duas grandes vozes femininas que exploram diferentes estilos do género Blues, desde as sonoridades mais próximas do Soul, até aos Blues Rock e às interpretações plenas de Groove. Assim, apresenta-se um cartaz musical de exceção que une nomes conhecidos do blues nacional e revelações do panorama europeu de blues.

Na programação de sexta-feira, destacam-se, às 23h30, Cecilya & the Candy Kings. Nascida em Barcelona e com uma diversificada formação musical, artística e audiovisual, inicia o seu percurso musical nas Ilhas Baleares como artista de rua. Descoberta pelo público espanhol em 2017, graças à sua participação no programa “La Voz”, empreende uma tour internacional que passa pela Argentina, Áustria e Alemanha. Em 2023, edita o seu segundo álbum de originais “Back in 1955” no mais puro estilo rhythm’n’blues dos anos 50.

Antes, a abrir a noite, pelas 21h45, a mítica Little Hands Blues Band, liderada por José Carlos Mãozinhas, guitarrista e vocalista, com Albano Fonseca, no baixo, Mário Gonçalves, na bateria, e André Seixas, nas teclas.

Na noite de sábado, sobe a palco, às 23h30, Lene Soul Band, liderada na voz pela italiana Elena Ruscitto. Nascida em Milão, Lene forma-se em jazz piano na Academia Internacional de Música de Milão e em canto Pop&Rock no Trinity College, em Londres. Do seu currículo artístico constam inúmeras colaborações, como a do clarinetista Paolo Tomelleri, com a Monday Orchestra, Theo Querel e Raffaella Riva, com quem escreve algumas canções incluídas no seu álbum de estreia, “Ring”, editado em 2016. Mais tarde, fundou a Lene Soul Band, na qual reinterpreta as mais célebres canções de soul e R&B.

A abertura do palco desta segunda noite de festival, às 21h45, será protagonizada pela Rob Salinger Band, projeto nacional que eterniza os clássicos de Rock’n’Roll, Country e Blues.

A casta Loureiro, nas inúmeras expressões que lhe são conferidas pelos produtores e enólogos da sub-região do Lima, promete ser a protagonista de uma Mostra Vínica entre as 20h00 e as 1h00, onde se evidenciam vinhos frescos, frutados, gastronómicos, com a assinatura do Vale do Lima.

Andreia Amorim Pereira, da produção do Wine & Blues, referiu que, na Mostra Vínica, que contará com uma dezena de produtores, há “um predomínio claro de produtores de Viana do Castelo e de vinho Loureiro”. Referiu ainda que o Wine & Blues Fórum irá reunir “especialistas nacionais que nos vão contar a história desta região demarcada e fazer-nos olhar para o futuro”.

Assim, na tarde de sexta-feira, 26 de maio, decorrerá o primeiro Wine & Blues Fórum, nos Antigos Paços do Concelho de Viana do Castelo, entre as 14h30 e as 19h30, consolidando a componente cultural do Wine & Blues Festival. Este encontro visa aproximar a comunidade académica, investigadores, instituições públicas, associações e atores económicos, tendo como missão contribuir para a reflexão estratégica da valorização do Vinho Verde e do seu ‘terroir’, na sua dimensão ambiental, produtiva, cultural, patrimonial, sociológica, económica e turística. “Haverá um forte envolvimento de entidades ligadas ao ensino e investigação.Pretende-se contribuir com este capital de conhecimento para a afirmação de Viana do Castelo como destino de enoturismo”, destacou Andreia Amorim.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 21 Maio, 2024

Governo pede urgência em inquérito à morte de doente no hospital de Viana do Castelo

O Ministério da Saúde pediu que o inquérito aberto pela Unidade Local de Saúde do Alto Minho para apurar as circunstâncias da morte de um doente no hospital de Viana do Castelo “decorra com a urgência desejável”.

Regional 21 Maio, 2024

Três hectares de baldios em Arcos de Valdevez reflorestados com 1.350 laranjeiras

A REN – Redes Energéticas Nacionais e a União de Freguesias de São Jorge e Ermelo, em Arcos de Valdevez, plantaram hoje mais de 1.350 laranjeiras em três hectares de terrenos atravessados por linhas de transporte e energia.

Regional 21 Maio, 2024

Foco de surto de ‘legionella’ em Caminha que causou um morto ficou por identificar

O surto de ‘legionella’ que surgiu em novembro em Caminha afetou 10 pessoas, provocou um óbito e a fonte de contaminação não foi identificada, revelou hoje à Lusa o delegado de Saúde do Alto Minho.

Regional 21 Maio, 2024

Hospital de Viana do Castelo abre inquérito à morte de doente na urgência

A Unidade Local de Saúde do Alto Minho abriu um processo de inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um homem na urgência do hospital de Viana do Castelo, na sexta-feira, a quem foi atribuída a pulseira verde.

Regional 21 Maio, 2024

CIM Alto Minho formaliza assinatura do Compromisso C-Academy com CNCS

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) acabam de formalizar a assinatura do Compromisso C-Academy, que comtempla o desenvolvimento de um programa de formação avançada em cibersegurança destinado a colaboradores das câmaras municipais e da comunidade intermunicipal.

Regional 21 Maio, 2024

Caminha: Presidente da APIMIL explicou perigos da proliferação da Vespa Asiática e métodos de combate

A vespa velutina ou asiática veio para ficar e as alterações climáticas vão alargar as áreas onde a espécie está presente. São perigosas, têm enorme impacto nos apiários, na economia, no ambiente e até na saúde pública, mas a boa notícia é que são controláveis e com relativa facilidade, através de “armadilhas” que todos temos em casa. A ideia poderia de alguma forma sintetizar a comunicação do presidente da APIMIL - Associação dos Apicultores de Entre-Minho e Lima, Alberto Dias, ontem, na sessão que assinalou o Dia Mundial da Abelha e que teve lugar na Incubadora Verde, em Argela.

Cultura 21 Maio, 2024

“Cantar de Galo” sobe ao palco do centro cultural de Paredes de Coura 

Esta sexta-feira, dia 24 de maio, a companhia Mala Voadora traz a Paredes de Coura a sua recente estreia "Cantar de Galo", que culmina numa discussão entre o Galo de Barcelos e Salazar. Um "solo" de Jorge Andrade com texto do Pulitzer Robert Schenkkan, no Centro Cultural, às 21h30.