Logo
Nacional

Parlamento aprova fim de portagens nas ex-SCUT

22 Junho, 2024 | 14:25
Partilhar
Pedro Xavier
2 min. leitura

O parlamento aprovou em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços "onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança".

O texto final apresentado pela Comissão de Economia, Obras Públicas e Habitação, com origem numa proposta socialista, foi aprovado com os votos favoráveis do PS, Chega, BE, PCP, Livre e PAN, com a abstenção da IL e contra do PSD e CDS-PP.

O objetivo deste projeto-lei, que entra em vigor em 01 de janeiro de 2025, é acabar com as portagens na A4 – Transmontana e Túnel do Marão, A13 e A13-1 – Pinhal Interior, A22 – Algarve, A23 – Beira Interior, A24 – Interior Norte, A25 – Beiras Litoral e Alta e A28 — Minho nos troços entre Esposende e Antas e entre Neiva e Darque.

De acordo com os socialistas, a medida tem um impacto orçamental de 157 milhões de euros.

Há uma semana, num comunicado enviado à agência Lusa, o presidente da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP), Manuel Melo Ramos, alertou para o facto de o custo da abolição das portagens nas ex-SCUT vir a ser suportado pelos contribuintes.

A associação defendeu ainda que o seu conhecimento e a sua experiência na gestão de infraestruturas podem contribuir para uma decisão “com menor impacto para o erário público”.

Para a APCAP, o conhecimento do setor permite assegurar soluções “capazes de refletir modelos ajustados a cada situação”, mostrando-se assim totalmente disponível para dialogar e colaborar nesta matéria.

No mesmo sentido, a Associação Portuguesa de Contribuintes (APC) criticou no início de maio a proposta do PS de eliminação das portagens, referindo que esta abolição se resume a “transferir dos utilizadores para os contribuintes os custos com as infraestruturas em causa”.

“A dita ‘abolição’ significa apenas a transferência do custo de construção e manutenção dos troços em causa dos utilizadores para os contribuintes”, referiu a APC num comunicado enviado às redações.

Também a Associação Portuguesa de Empresas Ferroviárias (APEF) criticou a decisão sobre o fim das portagens nas ex-SCUT, considerando que penaliza a ferrovia e exigindo medidas equitativas.

“Esta decisão penaliza fortemente a ferrovia e demonstra, mais uma vez, a falta de visão estratégica dos decisores políticos para o setor dos transportes, permitindo que uma medida desta abrangência seja aprovada sem que se pense no impacto que a mesma terá ao nível da mobilidade e sustentabilidade ambiental”, defendeu a APEF, em comunicado, divulgado no dia 03 de maio.

Com opinião contrária, a Plataforma P’la Reposição das Scut considerou que o fim das portagens “faz justiça à população e às empresas do interior do país.

O projeto-lei do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT tinha sido anunciado pelo líder, Pedro Nuno Santos, durante o debate do Programa do Governo de Luís Montenegro no início de abril e motivou acusações de “hipocrisia” e de “incoerência”.

Em fevereiro de 2023, o parlamento, na altura de maioria socialista, chumbou, com votos contra do PS, diplomas do PSD, Chega e PCP para reduzir ou eliminar o pagamento de portagens nas antigas SCUT.

Na ocasião, o líder parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias, lembrou que o valor das portagens nas autoestradas tem vindo a diminuir na vigência dos governos socialistas e acusou os sociais-democratas de “oportunismo político”.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Cultura 21 Julho, 2024

Feira do Livro de Ponte de Lima termina hoje

A XVIII Feira do Livro de Ponte de Lima, a decorrer na Expolima, termina hoje.

Música 20 Julho, 2024

Banda vianense estreia-se na Casa da Música

A banda Coisa Mansa, com músicos de Viana do Castelo, vai estar no Porto, na Casa da Música, no evento "Verão da Casa", iniciativa que, até setembro, dá palco a dezenas de propostas musicais em diferentes formatos.

Desporto 20 Julho, 2024

Ponte de Lima homenageia Fernando Pimenta e Hélio Lucas com mural de Arte Urbana

O Município de Ponte de Lima promoveu a execução de um mural de Arte Urbana em homenagem a Fernando Pimenta e Hélio Lucas, num dos pilares da Ponte Nossa Senhora da Guia.

Nacional 20 Julho, 2024

Tribunal decreta serviços mínimos para greve na CP dias 22 e 24 de julho

O Tribunal Arbitral decretou serviços mínimos de 20% para a greve na CP - Comboios de Portugal, convocada por vários sindicatos, entre as 00h00 e as 24h00 dos dias 22 e 24 de julho.

Regional 20 Julho, 2024

Mulher de 30 anos residente em Mazarefes foi detida pela PSP por suspeitas dos crimes de burla

Uma mulher de 30 anos, desempregada, residente na freguesia de Mazarefes, em Viana do Castelo, foi detida pela PSP, na sexta-feira, por suspeitas dos crimes de burla, furto, abuso de confiança, abuso de cartão de garantia ou dados de pagamento e falsidade informática.

Desporto 20 Julho, 2024

Portugal joga com Azerbaijão nos play-offs de acesso ao Euro2025 feminino

A seleção portuguesa feminina de futebol vai defrontar o Azerbaijão na primeira ronda dos play-offs de acesso ao Campeonato da Europa de 2025, ditou o sorteio realizado na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça.

Internacional 20 Julho, 2024

Bienal Internacional de Arte de Cerveira começa hoje a refletir sobre Liberdade

A XXIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira realiza-se entre hoje e 30 de dezembro, com um convite para artistas e pensadores refletirem sobre a Liberdade e tem 56 obras de 12 países em concurso, revelou a organização.