Logo
Nacional

Renfe diz que comboio Celta entre Porto e Vigo está ajustado à procura existente

19 Outubro, 2023 | 17:20
Partilhar
Viana TV
2 min. leitura

A Renfe, operadora ferroviária espanhola, indicou esta quinta-feira que a oferta do comboio Celta, entre Porto e Vigo, Espanha, “se ajusta à procura existente”, que em 2022 teve um aumento de 400% de passageiros face a 2013, ano da criação.

“Os serviços comerciais estão configurados para responder à procura de viajantes entre as estações de Porto — Campanhã e Vigo — Guixar. Atualmente, a oferta ajusta-se à procura existente”, afirmou a Renfe, numa resposta escrita enviada a questões da Lusa a propósito dos dez anos da ligação entre Porto e Vigo pelo comboio Celta.

Nestes dez anos, de acordo com a Renfe, o comboio Celta foi usado por mais de 728 mil passageiros.

Comparando o primeiro ano de operação com o ano de 2022, em que se alcançou um número recorde de 111 mil viajantes, o aumento de passageiros foi superior a 400%, indicou a operadora espanhola.

Em 2023, 81.500 passageiros viajaram no Celta, acrescentou a empresa.

A Renfe indicou ainda que “está a trabalhar para conseguir o certificado de segurança em Portugal”, tendo em vista poder operar no país.

Na segunda-feira, a CP disse que “não está prevista”, no “curto prazo, qualquer alteração da oferta comercial” do comboio Celta entre Porto e Vigo, embora esteja a monitorizar “a evolução da procura”, que em 2022 superou os 111 mil passageiros.

“Relativamente ao aumento da frequência do comboio Celta, não está prevista qualquer alteração da oferta comercial a curto prazo”, indicou a CP — Comboios de Portugal.

O comboio Celta tem “duas circulações por dia de cada lado”, com partidas do Porto — Campanhã às 08h13 e às 19h10, e com partidas de Vigo às 08h58 e às 19h56.

Com partidas diárias, o comboio Celta, que é operado pela CP em conjunto com a Renfe, iniciou a atividade em julho de 2013, ligando Vigo ao Porto com paragens em Valença, Viana do Castelo e Nine.

O Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular lamentou na sexta-feira que o comboio Celta seja uma “solução provisória” com dez anos, reclamando que Espanha altere a tensão da ferrovia entre Guillarei e Tui para melhorar a ligação Portugal-Galiza.

Funcionando com “alguns atrasos” e duas frequências diárias em cada sentido (de manhã e ao fim da tarde), o comboio Celta “é muito procurado” por não existirem “alternativas” na ferrovia, nomeadamente para a ligação entre cidades intermédias, que também não vão ficar servidas com a ligação de alta velocidade, alertou o secretário-geral da organização intermunicipal transfronteiriça que junta atualmente 39 concelhos do Norte de Portugal e da Galiza.

Também o diretor geral de Relações Exteriores e com a União Europeia da Xunta da Galícia, Jesús Gamallo Aller, reclamou na sexta-feira “um verdadeiro comboio transfronteiriço, competitivo”, com paragens que sirvam empresários e trabalhadores do Alto Minho e daquela região espanhola.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 22 Julho, 2024

Viana do Castelo consolida indústria de produção de válvulas

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, assinou hoje o contrato de investimento com a Valforjado Indústria de Válvulas, Unipessoal Lda, para que a empresa, com sede na freguesia de Chafé, avance com um investimento de 1,847 milhões de euros num novo projeto industrial.

Nacional 22 Julho, 2024

Proteção Civil alerta para risco de incêndio rural com temperaturas nos 40 graus

A Proteção Civil alertou esta segunda-feira para o perigo de incêndio rural muito elevado no interior norte e centro e no Algarve devido ao aumento da temperatura, que pode atingir valores próximos dos 40° e, pontualmente, dos 42º.

Regional 22 Julho, 2024

A partir de 4ª feira e até domingo “Caminha Medieval” comemora os 740 Anos da Outorga do Foral

O Centro Histórico prepara-se para uma viagem de mais de sete séculos, com Caminha Medieval, que abre portas no coração da Vila, já esta quarta-feira e fica até domingo, com um programa diversificado. Nesta edição o evento celebra os 740 anos da Outorga do Foral a Caminha: a 24 de julho de 1284, D. Dinis, Rei de Portugal, outorga a primeira Carta Foral à Vila de Caminha. Caminha pela sua posição marítimo-fluvial privilegiada cedo viu a sua importância estratégico-militar ser reconhecida, sendo a sede agraciada com o seu primeiro foral em 1284. A preocupação régia com o povoamento e a defesa, num território fronteiriço, implicou garantir aos seus habitantes segurança, isenção ou redução tributária, assim como novas formas de governação local. 

Regional 22 Julho, 2024

Viana do Castelo: Suspeita de burlas de milhares de euros com apresentações na PSP

O Tribunal de Viana do Castelo decretou a medida de coação de apresentações semanais na PSP a uma mulher de 30 anos, residente em Mazarefes, por alegada prática de burlas de milhares de euros.

Regional 22 Julho, 2024

Rede Expressos prepara operação especial para o Festival de Paredes de Coura

A Rede Expressos é o parceiro oficial de mobilidade e a única transportadora de longo curso para o festival Vodafone Paredes de Coura que se realiza entre 14 e 17 de agosto, tendo reforçado a sua oferta de serviços para o local a partir de 9 de agosto, abrindo até agora mais de 42 serviços adicionais perante a procura registada embora se espere que o número de serviços adicionais possa ultrapassar os 80.

Desporto 22 Julho, 2024

Luciano Amorim continua a comandar equipas de formação da Escola Desportiva de Viana

Luciano Amorim, ligado à iniciação da patinagem e ao Hóquei em Patins, Sub-11 e sub-13 na época anterior, renova funções para época 2024/2025 na EDV, sendo também o responsável pelos escalões da formação do emblema Auri-negra.

Regional 22 Julho, 2024

Câmara de Monção apoia alunos com 75 euros para material escolar

A Câmara de Monção revelou que estão abertas as candidaturas a um vale de 75 euros para a aquisição de material escolar dos alunos residentes no concelho, do 1.º ao 12.º anos de escolaridade.