Logo
Regional

Miguel Alves muito contente com absolvição não descarta regresso à política

17 Fevereiro, 2024 | 9:55
Partilhar
Pedro Xavier
3 min. leitura

O ex-presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, manifestou-se muito contente com a absolvição do crime de prevaricação de titular de cargo político e não descartou um regresso à atividade política.

“O meu futuro é abraçar a minha família, estar com as pessoas que gostam muito de mim. Fico muito contente porque ficou provado que agi sempre ao serviço do interesse público, sempre em cumprimento da lei”, afirmou em declarações aos jornalistas, no final da leitura da sentença, no tribunal de Viana do Castelo.

O tribunal de Viana do Castelo absolveu o ex-presidente da Câmara de Caminha Miguel Alves e a empresária Manuela Sousa do crime de prevaricação na contratação pública de serviços de assessoria de comunicação para o município.

A juíza, que presidiu ao coletivo que julgou este caso, sublinhou que o tribunal deu “como não provada a acusação do MP” e que não foi sustentado “por quaisquer meios de prova” o crime em coautoria, de prevaricação de titular de cargo político, de que vinham acusados o ex-autarca do PS e a empresária.

Questionado sobre o seu futuro Miguel Alves afirmou que nunca diz nunca a um desafio.

“Já estou há tempo suficiente na atividade pública, política. Já tenho idade e experiência suficientes para nunca dizer nunca a nenhum desafio. Por hora, é consolidar o meu percurso profissional, abraçar a minha família e, de algum modo, festejar porque foi um ano e meio muito difícil para mim e para as pessoas que gostam de mim”, adiantou.

O socialista considerou que, no seu caso, foi feita justiça, mas admitiu os “danos pessoais, profissionais, familiares” que o processo causou.

“O que aconteceu não vai trazer de volta a alegria da minha família, o trabalho que eu poderia ter feito no Governo, o meu compromisso com o concelho de Caminha. Há coisas que já não voltam. Mas, os políticos têm de estar preparados para estas situações”, disse.

Miguel Alves – que se demitiu do cargo de secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro após saber da acusação – referiu que “sempre” reclamou “inocência” e acrescentou que os políticos “têm de estar preparados para o escrutínio e para que quando há denúncias anónimas elas têm de ser esclarecidas”.

“Quando me demiti do Governo, por causa desta acusação, sabia que não tinha praticado nada, mas também sabia que, no exercício das minhas funções, precisava de estar acima de qualquer suspeita e, nesse momento, era já acusado. Demiti-me e vim defender-me. Não pedi abertura de instrução. Quis que o julgamento decorresse o mais rapidamente possível e tudo ficou absolutamente esclarecido, nada foi provado”, sublinhou.

Para o socialista, mais importante que o processo judicial que chegou ao fim, “é o momento particularmente relevante” que o país vive, referindo-se as eleições legislativas antecipadas de 10 março, alertando para a necessidade da tomada de “opções”.

“É preciso que nessas opções olhemos para os que fazem sentenças de tabacaria, que tomam como definitivo qualquer tipo de suspeição porque esses, em última análise, vão acabar por deteriorar, estão a deteriorar o nosso Estado de Direito, a nossa democracia”, observou.

A empresária Manuela Sousa delegou as declarações à imprensa à advogada que disse ter sido “reposta justiça”, porque “nada” irá “devolver” ao ex-autarca e à empresária o que este “processo lhes retirou”.

Solange Jesus elogiou a “análise irrepreensível”, a “postura séria” do coletivo de juízas que presidiu ao julgamento e criticou a “atitude persecutória do MP”.

“Se continuarmos com uma atitude destas, um dia não temos políticos sérios, corretos e de qualidade à frente das instituições. Não temos empresários de qualidade a quererem trabalhar com o Estado. Hoje repôs-se alguma justiça. É pena que, por causa disto, tenha caído um secretário de Estado, uma pessoa com muito mérito que se calhar iria longe. É pena que, por causa disto, uma empresária de sucesso tenha perdido a credibilidade. Não se recupera, mas pelo menos hoje saímos daqui felizes, satisfeitos, com sensação do dever cumprido”, afirmou a advogada de Manuela Sousa.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Desporto 12 Junho, 2024

Juventude Viana oficializa André Torres como treinador na 1ª divisão

A Juventude Viana oficializou a renovação de André Torres como treinador para a próxima época. O clube de hóquei em patins de Viana do Castelo recorda que Torres "foi o timoneiro na subida à 1ª divisão nacional".

Nacional 12 Junho, 2024

Aprovada na especialidade proposta do PS que elimina portagens nas ex-SCUT

Os deputados da Comissão de Economia, Obras Públicas e Habitação aprovaram hoje o projeto dos socialistas que elimina as portagens nas ex-SCUT, durante a votação na especialidade.

Regional 12 Junho, 2024

Câmara de Viana do Castelo esclarece diferendo com o grupo AVIC

Após o grupo Avic anunciar a suspensão, a partir de quinta-feira, de serviços de transporte público urbano e interurbano e em horários em várias carreiras, acusando a Câmara de Viana do Castelo de “impor prejuízos permanentes às empresas”, a autarquia liderada por Luís Nobre não se deixou ficar e respondeu de imediato com um longo comunicado.

Desporto 12 Junho, 2024

Oitava etapa da Volta a Portugal em bicicleta parte de Viana do Castelo a 2 de agosto

A 85.ª edição, cujo percurso foi hoje apresentado, arranca com um prólogo em Águeda, em 24 de julho, e percorre um total de 1.540,1 quilómetros até Viseu, onde, em 04 de agosto, será coroado o sucessor de Colin Stüssi (Vorarlberg) após um contrarrelógio individual. De Viana do Castelo partem os ciclistas para a oitava etapa com destino a Fafe.

Regional 12 Junho, 2024

“Respira a Vida”: O diário de uma aventura superada com orgulho

A Viana TV esteve a acompanhar o "Respira a Vida" do inicio ao fim. Marcamos presença em todas as etapas. "Orgulho", "resiliência", "solidariedade" são alguns dos adjetivos utilizados na receção dos 13 companheiros de aventura nas diversas autarquias. O grupo partiu Santa Marta de Portuzelo rumo a Lisboa a pedalar, num total de quatro etapas totalizando mais de 400 quilómetros.

Regional 12 Junho, 2024

Centros de Saúde de Ponte de Lima e Freixo vão ser requalificados

O Município de Ponte de Lima deu mais um passo significativo na melhoria dos cuidados de saúde prestados à população local com a assinatura dos contratos de Financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no valor superior a 1.5 milhões de euros. O investimento aprovado vai ser realizado até dezembro de 2025. 

Regional 12 Junho, 2024

“Vinhos do Atlântico – Exposição do Noroeste” junta gastronomia, música e vinhos em Valença

O Município de Valença acolhe, este fim de semana, 14 e 15 de junho, a exposição transfronteiriça "Vinhos do Atlântico – Exposição do Noroeste", na Coroada (Fortaleza).