Logo
Regional

Festa da Marionetas Luso-Galaica realiza-se em dezembro em Caminha

21 Novembro, 2022 | 11:22
Partilhar
Eduarda Alves
5 min. leitura

A VIII edição da Maluga vai decorrer de 01 a 08 de dezembro, com espetáculos em sala, na rua  e as oficinas divertidas de construção de marionetas, apresentando este ano uma estreia para o  público escolar, “Palhinhas, A História de um Espantalho”. Entre Caminha e Vila Praia de  Âncora, a edição deste ano apresenta 21 espetáculos em 8 dias, em vários espaços e com uma  programação para todas as idades, incluindo o público adulto. 

Inclui uma exposição de marionetas, intitulada “JOVENS (KRI)ATIVOS – DO LIXO AO BONECO”,  construídas por crianças de várias escolas daquele concelho, numa organização da companhia  de teatro Krisálida. 

“Este festival é já uma marca em Caminha e este ano regressamos também a Vila Praia de  Âncora. Mas queremos que seja o grande momento da marioneta no Alto Minho. Este ano  apresentamos uma programação pensada também para o público adulto, numa tentativa de  desmistificar que as marionetas são só para crianças!”. Vamos receber duas companhias da  Galiza e apresentar uma estreia”, explica Carla Magalhães, diretora artística da Krisálida. 

O festival resulta de uma parceria da Krisálida com a Câmara Municipal de Caminha e tem o  apoio da Direção Geral das Artes (DGARTES), reunindo, como é hábito, companhias de  marionetas de Portugal e da Galiza (Espanha), entre espetáculos em sala e na rua, mas também  com oficinas de construção de marionetas para crianças a partir dos 4 anos. 

A edição de 2022 do festival começa no feriado 1 de dezembro com uma Oficina Divertida de  Construção de Marionetas pelas Marionetas Rui Sousa (Santa Maria da Feira), entre as 10H e  as 12H. A tarde tem início às 15H na Praça Conselheiro Silva Torres, em Caminha com o Teatro Dom Roberto, num espetáculo da tradição popular portuguesa de teatro de fantoches, tradição  já inscrita no inventário nacional do Património Cultural Imaterial. Às 17H, no Valadares, Teatro  Municipal de Caminha, os Fantoches Baj (Galiza) trazem um espetáculo de teatro de sombras,  Os golfiños e o Xigante

No dia 2 de dezembro, apresenta-se um espetáculo para adultos, pela Companhia Lafontana  (Vila do Conde), que traz Discursos – O Triunfo da Palavra, espetáculo no qual se dá voz a  “algumas das personagens mais marcantes da política do século XX”. Este acontece no Teatro  Municipal de Caminha, às 21H30. 

O sábado, dia 3, é mais um dia totalmente dedicado à família e para todas as idades, começando  com a Oficina Divertida de Construção de Marionetas Histórias com Sombras na Biblioteca  Municipal de Caminha, entre as 10H e as 12H, pela Companhia Teatro e Marionetas de  Mandrágora (Espinho). À tarde, a companhia Fantoches Baj, traz à Praça Conselheiro Silva  Torres de Caminha o espetáculo de rua Novos Lobos pelas 15H. O dia termina no Teatro  Municipal Valadares onde às 17H sobe ao palco a peça Para que servem as mãos, pela  companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora. 

No quarto dia do festival, a manhã é preenchida com a Oficina Do Lixo se Faz Música por Paulo  Coelho de Castro, na qual se propõe “pôr o lixo nos baldes certos” e fazer música com eles. Esta  oficina vem ao encontro do tema do espetáculo em estreia neste festival, olhar para o lixo de  forma criativa. No dia seguinte, de Espanha apresenta-se a companhia, Títeres Alakrán (Galiza)  com um novo espetáculo de rua, Os soños na Gaiola, às 15H. O dia termina no Teatro Municipal  de Caminha, onde a companhia Imaginar do Gigante (Ovar) traz o espetáculo Duas Casas, às  17H. 

“Nesta edição a Maluga também regressa aos palcos da freguesia de Vila Praia de Âncora, com  o objetivo deste festival estar em mais locais e chegar a mais pessoas também. Estamos a falar  do único festival do Alto Minho que promove a arte da Marioneta entre duas regiões 

transfronteiriças. Queremos que ano após ano se assuma como uma referência em ambos os  territórios “, acrescenta Carla Magalhães. 

Segunda, terça e quarta-feira, são três dias dedicados às escolas, com espetáculos a decorrer  de manhã e de tarde com a estreia do espetáculo Palhinhas, a História de um Espantalho, pela  companhia Krisálida no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora, no dia 5  de dezembro. O mesmo espetáculo estará até ao dia 7 de dezembro no mesmo local. Ao mesmo  tempo, nos mesmos dias e horários, decorrerão no Valadares, Teatro Municipal de Caminha  também sessões para escolas, pela companhia Alteatro (Messines – Algarve), com o espetáculo  Como nasceram as estrelas

No último dia do festival, dia 8, a partir das 11H, “As férias da Família Amor-Feliz” vai surpreender  pelas ruas de Vila Praia de Âncora numa animação itinerante a cargo da Krisálida. Às 15H, na  Praça da República da mesma vila, a companhia Boca de Cão (Vila Nova de Gaia), apresentará  Bicimariofone, uma “estranha e velha bicicleta, cheia de utensílios” será o veículo para esta  viagem sonora. Encerra a Festa da Marioneta com o espetáculo Desconexión, sobre as  dependências da internet, às 17H no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de  Âncora, pela companhia Títeres Alakrán. 

A estreia apresentada na Maluga deste ano está reservada para o pré-escolar e escolas do 1.º  Ciclo do Ensino Básico do concelho de Caminha, com a peça “Palhinhas, a História de um  Espantalho”, pela companhia anfitriã. Trata-se da mais recente produção da Krisálida, sobre a  temática da reutilização do lixo de forma criativa e estará em palco de 5 a 7 de dezembro, para  o público escolar. 

Na edição deste ano há a particularidade de uma exposição de marionetas construídas por crianças de várias escolas do concelho de Caminha, resultante da atividade Jovens (Kri)ativos,  inserido no projeto Todos à Cena, no âmbito do programa Cultura Para Todos, que estará patente  no Valadares, Teatro Municipal de Caminha durante o período do festival. 

A KRISÁLIDA é uma companhia profissional de teatro que está sediada em Caminha desde 2014  com o objetivo estrutural de fomentar o interesse pela cultura em geral e pelo teatro em particular,  através de uma estratégia assente na estreita relação com as comunidades locais, procurando  descentralizar e democratizar o acesso ao teatro a todos. Com esse propósito, a Krisálida cria  espetáculos de teatro que possam chegar a espaços não convencionais e ser apresentados nos  mais diversos locais, com qualidade estética e artística e que falam sobre assuntos que nos  parecem importantes e pertinentes e que nos movem como cidadãos e artistas. A companhia  cria ainda espetáculos com um cariz pedagógico para circular pelas escolas, desenvolve oficinas  de teatro para crianças, jovens e adultos e promove uma mostra regular de teatro de marionetas,  a MALUGA -Festa da Marioneta Luso Galaica. A Krisálida é financiada pela Direção Geral das  Artes – DGARTES. 

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 21 Maio, 2024

Governo pede urgência em inquérito à morte de doente no hospital de Viana do Castelo

O Ministério da Saúde pediu que o inquérito aberto pela Unidade Local de Saúde do Alto Minho para apurar as circunstâncias da morte de um doente no hospital de Viana do Castelo “decorra com a urgência desejável”.

Regional 21 Maio, 2024

Três hectares de baldios em Arcos de Valdevez reflorestados com 1.350 laranjeiras

A REN – Redes Energéticas Nacionais e a União de Freguesias de São Jorge e Ermelo, em Arcos de Valdevez, plantaram hoje mais de 1.350 laranjeiras em três hectares de terrenos atravessados por linhas de transporte e energia.

Regional 21 Maio, 2024

Foco de surto de ‘legionella’ em Caminha que causou um morto ficou por identificar

O surto de ‘legionella’ que surgiu em novembro em Caminha afetou 10 pessoas, provocou um óbito e a fonte de contaminação não foi identificada, revelou hoje à Lusa o delegado de Saúde do Alto Minho.

Regional 21 Maio, 2024

Hospital de Viana do Castelo abre inquérito à morte de doente na urgência

A Unidade Local de Saúde do Alto Minho abriu um processo de inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um homem na urgência do hospital de Viana do Castelo, na sexta-feira, a quem foi atribuída a pulseira verde.

Regional 21 Maio, 2024

CIM Alto Minho formaliza assinatura do Compromisso C-Academy com CNCS

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) acabam de formalizar a assinatura do Compromisso C-Academy, que comtempla o desenvolvimento de um programa de formação avançada em cibersegurança destinado a colaboradores das câmaras municipais e da comunidade intermunicipal.

Regional 21 Maio, 2024

Caminha: Presidente da APIMIL explicou perigos da proliferação da Vespa Asiática e métodos de combate

A vespa velutina ou asiática veio para ficar e as alterações climáticas vão alargar as áreas onde a espécie está presente. São perigosas, têm enorme impacto nos apiários, na economia, no ambiente e até na saúde pública, mas a boa notícia é que são controláveis e com relativa facilidade, através de “armadilhas” que todos temos em casa. A ideia poderia de alguma forma sintetizar a comunicação do presidente da APIMIL - Associação dos Apicultores de Entre-Minho e Lima, Alberto Dias, ontem, na sessão que assinalou o Dia Mundial da Abelha e que teve lugar na Incubadora Verde, em Argela.

Cultura 21 Maio, 2024

“Cantar de Galo” sobe ao palco do centro cultural de Paredes de Coura 

Esta sexta-feira, dia 24 de maio, a companhia Mala Voadora traz a Paredes de Coura a sua recente estreia "Cantar de Galo", que culmina numa discussão entre o Galo de Barcelos e Salazar. Um "solo" de Jorge Andrade com texto do Pulitzer Robert Schenkkan, no Centro Cultural, às 21h30.