Logo
Cultura

Feira Franca assinala 250 anos de história na Romaria d’Agonia

10 Agosto, 2022 | 19:21
Partilhar
Eduarda Alves
1 min. leitura

Um alvará assinado em 1772 por D. José I mudaria para sempre a Romaria d’Agonia, ao autorizar uma Feira Franca que ainda hoje se realiza e que assinala este mês 250 anos de uma história por vezes atribulada e que estará em destaque no cortejo da festa de 2022.

Feira Franca assinala 250 anos de história na Romaria d’Agonia

O cortejo Histórico-Etnográfico da Romaria assume-se como uma mostra dos usos e costumes do concelho, mas serve igualmente como uma lição da história da região. Assim, o cortejo de 2022, após dois anos de interrupção devido à pandemia de covid-19, vai dedicar especial atenção, na componente histórica, o “Caminho da Costa”, para celebrar a certificação do Caminho de Santiago Português – Caminho da Costa. Num outro registo, o cortejo vai igualmente assinalar os 250 anos da introdução da Feira Franca às celebrações religiosas em Honra de Nossa Senhora d’Agonia.

“Com o passar dos tempos, a Feira Franca foi-se adaptando e evoluindo, ao ponto de na atualidade, podermos considerar como ‘Feira Franca’ todas as barraquinhas/stands que vemos na Romaria de Nossa Senhora d’Agonia”, explica o historiador Hermenegildo Viana que preparou o tema para integrar o típico Cortejo Histórico-Etnográfico da festa, que, como é hábito, ao longo de cerca de três horas junta mais de 3.000 figurantes a percorrer as principais ruas da cidade, previsto para domingo, 21 de agosto.

O ano de 1772 marca assim um grande passo na evolução da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, pois, com a permissão de se juntar às celebrações religiosas, três dias de Feira Franca, esta festa inicia um longo percurso de afirmação da cultura popular vianense.

Blisq Creative | Estratégia de Comunicação, Design, Websites e Marketing Digital
A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 30 Janeiro, 2023

Monção organizou “O Melhor Wrap da Alimentação”

O primeiro concurso “O Melhor Wrap da Alimentação” realizou-se na EPRAMI, tendo as duas equipas finalistas, apadrinhadas por alunos do 3º ano do Curso de Cozinha e Pastelaria, apresentado as respetivas receitas ao júri do concurso.

Regional 30 Janeiro, 2023

Atleta André Pinto do Viana Remadores do Lima bate record de 17 anos

O Centro Cultural de Viana do Castelo recebeu este fim de semana, 28 e 29 de Janeiro, o Campeonato Nacional de Remo Indoor. O atleta Vianense André Pinto, do Viana Remadores do Lima, bateu um record de 17 anos também conseguido por um atleta vianense, Paulo Quesado, que na altura pertencia ao Clube Náutico de Viana do Castelo.

Regional 30 Janeiro, 2023

“Viana em Folia” de 17 a 21 de Fevereiro

De 17 a 21 de fevereiro, a iniciativa “Viana em Folia” promete trazer muita animação à cidade para celebrar o Carnaval.

Regional 29 Janeiro, 2023

Quatro autarquias do distrito de Viana formalizam constituição da Associação de Municípios da Serra d’Arga

Os municípios de Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Ponte de Lima assinaram, em cartório, a constituição oficial da Associação de Municípios da Serra d’Arga. 

Desporto 29 Janeiro, 2023

Santa Luzia conquista mais uma vitória na Liga Feminina de Futsal

O Santa Luzia FC defrontou, este sábado, no Pavilhão José Natário, a EDC Gondomar, a quem venceu (7-2) em jogo antecipado da 18ª jornada da Liga Feminina Placar de Futsal.

Desporto 29 Janeiro, 2023

Juventude Viana perdeu em Paço d`Arcos e caiu para o último lugar do campeonato

A Juventude de Viana deslocou-se, este sábado a Paço de Arcos e perdeu na casa do último classificado do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de hóquei em patins. A equipa de Viana do Castelo foi derrotada (2-0) e trocou de posição com o seu adversário na tabela classificativa.

Nacional 29 Janeiro, 2023

Sindicato fala em mais de cem mil pessoas no protesto em Lisboa pelas escolas

O coordenador do STOP estima que mais de cem mil pessoas estejam na manifestação este sábado em Lisboa, um "mar de gente" que aderiu ao protesto marcado há uma semana contra os serviços mínimos nas escolas.