Logo
Nacional

Bispo do Funchal defende reflexão sobre criação de ordem dos jornalistas

27 Janeiro, 2024 | 10:25
Partilhar
Pedro Xavier
3 min. leitura

O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, Nuno Brás, defendeu, em Viana do Castelo, a necessidade de uma reflexão sobre a criação de uma Ordem dos Jornalistas.

O bispo do Funchal, que falava na sessão de apresentação da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que se assinalará no dia 12 de maio, apontou na direção da criação de uma Ordem dos Jornalistas, para que os profissionais do setor possam defender as regras próprias de acesso e exercício da profissão, com capacidade de “defender efetivamente” o seu código deontológico.

“Era o momento de retomar esse assunto, com toda a seriedade”, disse Nuno Brás citado pela agência Ecclesia.

O prelado exortou, na ocasião, os jornalistas a terem uma “atitude proativa” na defesa da verdade.

Na sessão, o bispo do Funchal apelou ainda a uma “ecologia da informação”, com o objetivo de distinguir o trabalho jornalístico de outros conteúdos presentes nas plataformas digitais.

“A sua missão é, não apenas a de fornecer a informação como também a de garantir a verdade dessa informação. É isso que distingue o seu trabalho daquilo que nos chega vindo das inúmeras redes que pululam (e poluem) o nosso ambiente humano. Também aqui necessitamos de ecologia — uma ecologia da informação”, disse Nuno Brás, segundo a agência Ecclesia.

O bispo aproveitou também para manifestar solidariedade aos profissionais da comunicação social, “face às difíceis situações em que se encontram e em que trabalham”, e defendeu que os jornalistas “são essenciais ao nosso mundo”.

Na sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, hoje divulgada, o Papa alertou que a evolução dos sistemas da “inteligência artificial” está a “modificar de forma radical” a informação e a comunicação e, através delas, “algumas bases da convivência Civil”, defendendo a adoção de um tratado internacional regulador.

“A rápida difusão de maravilhosas invenções, cujo funcionamento e potencialidades são indecifráveis para a maior parte de nós, suscita um espanto que oscila entre entusiasmo e desorientação e põe-nos inevitavelmente diante de questões fundamentais: O que é então o homem, qual é a sua especificidade e qual será o futuro desta nossa espécie chamada ‘homo sapiens’ na era das inteligências artificiais? Como podemos permanecer plenamente humanos e orientar para o bem a mudança cultural em curso?”, questionou Francisco, antes de lançar diversos avisos.

Considerando que “convém limpar o terreno das leituras catastróficas e dos seus efeitos paralisadores”, o Papa alertou que “embora o termo ‘inteligência artificial’ já tenha suplantado o termo mais correto utilizado na literatura científica de ‘machine learning’ (aprendizagem automática), o próprio uso da palavra ‘inteligência’ é falacioso”.

“É certo que as máquinas têm uma capacidade imensamente maior que os seres humanos de memorizar os dados e relacioná-los entre si, mas compete ao homem, e só a ele, descodificar o seu sentido. Não se trata, pois, de exigir das máquinas que pareçam humanas, mas de despertar o homem da hipnose em que cai devido ao seu delírio de omnipotência, crendo-se sujeito totalmente autónomo e autorreferencial, separado de toda a ligação social e esquecido da sua condição de criatura”, acrescentou Francisco.

Segundo o Papa, “o homem sempre teve experiência de não se bastar a si mesmo, e procura superar a sua vulnerabilidade valendo-se de todos os meios”.

“Partindo dos primeiros instrumentos pré-históricos, utilizados como prolongamento dos braços, passando pelos meios de comunicação como extensão da palavra, chegamos hoje às máquinas mais sofisticadas que funcionam como auxílio do pensamento”, escreveu na sua mensagem intitulada “Inteligência artificial e sabedoria do coração: para uma comunicação plenamente humana”.

Porém, avisou que “cada coisa nas mãos do homem torna-se oportunidade ou perigo, segundo a orientação do coração. O próprio corpo, criado para ser lugar de comunicação e comunhão, pode tornar-se instrumento de agressão. Da mesma forma, cada prolongamento técnico do homem pode ser instrumento de amoroso serviço ou de domínio hostil”.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Nacional 13 Julho, 2024

Ministra do Trabalho admite mudanças no subsídio de desemprego

A ministra do Trabalho disse no parlamento, que as mudanças que defende são no subsídio social de desemprego, mas admitiu que também mudanças no subsídio de desemprego poderão acontecer após discussão em concertação social.

Música 13 Julho, 2024

Escola do Rock em Paredes de Coura arranca com mais de 40 alunos de todo o país

Mais de 40 'alunos' de vários pontos do país, de norte a sul, e até da vizinha Galiza participam na Escola do Rock, que tem a primeira chamada no próximo domingo, 14 de julho, em Paredes de Coura, e fecha o período letivo na sexta-feira seguinte com o habitual concerto final de apresentação do resultado da residência intensiva.

Opinião 13 Julho, 2024

OPINIÃO: Benefícios, desafios e impacto na vida dos doentes renais

Várias décadas de evolução na hemodiálise proporcionaram uma mudança radical no acesso ao tratamento e várias evoluções técnicas que permitiram um aumento significativo da qualidade dos tratamentos e da qualidade de vida dos doentes renais crónicos com necessidade de tratamento substitutivo renal. Longe vão os tempos em que apenas um grupo selecionado de doentes tinha acesso à diálise e, mesmo esses, tinham uma qualidade de vida bastante sofrível.

Regional 12 Julho, 2024

Melhor festival de cerveja artesanal da Península Ibérica já está a bombar em Caminha

O Artbeerfest Caminha já está a bombar e promete encher o coração da Vila, até domingo, não apenas de saborosas cervejas, mas também de música, dança, cor e alegria.

Nacional 12 Julho, 2024

DECO PROteste insiste na redução do IVA da eletricidade para todos os consumidores

A DECO PROteste considerou insuficiente o alargamento do IVA da eletricidade a 6% a mais famílias, aprovado em junho, e insistiu que aquela taxa deve ser aplicada na luz e no gás para todos os consumidores.

Regional 12 Julho, 2024

Participação prévia na alteração ao Plano de Urbanização da Cidade de Viana do Castelo e ao Plano de Pormenor para a Área Marginal ao Rio Lima até 1 de agosto

Na sequência da decisão da Câmara Municipal de Viana do Castelo, de 14 de maio do presente ano, de iniciar o procedimento de alteração ao Plano de Urbanização da Cidade de Viana do Castelo e ao Plano de Pormenor para a área marginal ao Rio Lima, entre a Ponte Eiffel e a Ponte do IC 1, em Darque, decorrem, entre 12 de julho e 1 de agosto, os períodos de participação prévia.

Regional 11 Julho, 2024

Notícias de Viana apresenta nova imagem e linha editorial

O jornal Notícias de Viana, que é propriedade da Diocese de Viana do Castelo, promoveu um evento de lançamento da sua nova imagem e linha editorial. A informar desde 1916, o título passa a ser mensal e pretende também apostar no digital.