Logo
Nacional

Provedora do Animal alerta: “Há 80.000 animais habitantes nos centros de recolha”

4 Novembro, 2023 | 15:20
Partilhar
Viana TV
3 min. leitura

A provedora do Animal, Laurentina Pedroso, alertou para a existência de cerca de 80.000 animais retidos em centros de recolha, uma situação que preocupa também os municípios, alguns sem saber o que fazer aos animais.

As preocupações foram manifestadas na comissão parlamentar de Ambiente e Energia, que ouviu várias entidades a requerimento do Chega, sobre o aumento do crime de abandono animal.

Além da provedora do Animal foi ouvido o diretor do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR (SEPNA), Jorge Amado, e David Pereira, do Programa de Defesa Animal da PSP. Foi ainda ouvido Pedro Folgado, presidente da Câmara de Alenquer, representando a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

A deputada do Chega Rita Martins explicou que apesar de em 2022 ter havido um ligeiro decréscimo de animais capturados, quase 42.000, há uma perceção de que os números têm tido uma subida consistente, e explicou que as audições tinham como objetivo perceber as causas do abandono de animais para procurar formas de minimizar o problema.

Jorge Amado, pela GNR, disse que desde 2016 não há uma evolução significativa no abandono ou nos maus tratos a animais e citou como um dos problemas no setor a dificuldade, em alguns municípios, em “colocar um animal em algum lado” durante a noite.

Jorge Amado, falou dos dados da GNR, seja das fiscalizações seja dos casos de denuncias de maus tratos e numa resposta ao Chega disse não considerar haver insuficiente fiscalização.

David Pereira apresentou também os últimos números das ações da PSP envolvendo o bem-estar animal e disse que no último ano o número de denuncias aumentou, comparando com os anos anteriores, de covid-19, quando as queixas não subiram em tempo de confinamento.

O representante da PSP fez notar também a falta de fiscalização e disse não saber os motivos do abandono dos animais, não apontando como uma possível causa a situação económica desfavorável.

Da mesma forma, Laurentina Pedroso também não apontou a crise económica como motivo para o abandono de animais, porque as pessoas preferem pedir ajuda a associações e manter os animais. “Há muita gente a pedir ajuda”, disse, considerando que numa situação de crise a redução do IVA na alimentação animal e nos serviços médico-veterinários seria “muito útil para as famílias”.

A provedora disse que a perceção que tem é que continua a haver um elevado número de animais abandonados, afirmando depois que a recolha anual de dados sobre animais não dá a perceção do momento e assim não se podem desenhar políticas e estratégias esperando ano após ano para ver o que está a acontecer.

Em termos gerais, disse, são recolhidos anualmente 42.000 animais, 25.000 são adotados e 2.000 mil eutanasiados, pelo que restam sempre 15.000 animais. Como todos os anos é assim, há pelo menos 80.000 animais habitantes nos centros de recolha, no próximo ano serão quase 100.000.

“E isto é preocupante, pelo bem-estar e pelos custos”, que em 10 anos podem ascender a 100 milhões de euros, avisou.

Pedro Folgado considerou também preocupante o aumento dos animais nos centros, e disse que a solução para os animais errantes não pode ser só o aumento da capacidade dos centros de recolha.

“Os municípios debatem-se com números absurdos de a recolha de animais errantes”, disse, salientando que as Câmaras são obrigadas a recolher os animais e depois não têm onde os colocar e não sabem o que fazer.

Pedro Frazão, deputado do Chega, disse que atualmente pouco mais de 200 dos 308 municípios têm centro de recolha oficial.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 17 Maio, 2024

APPACDM de Viana do Castelo vence IV Jornadas Inclusivas de Paredes

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo conquistou a primeira classificação nas IV Jornadas Inclusivas – Paredes, no Porto.

Regional 17 Maio, 2024

Ponte de Lima organiza segundo simpósio internacional de gastronomia em julho

A Câmara de Ponte de Lima e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) organizam o segundo simpósio dedicado ao património gastronómico do Alto Minho, a 04 e 05 de julho, no Palacete Villa Moraes.

Regional 17 Maio, 2024

Município de Viana do Castelo constitui Conselho Municipal de Baldios

A Câmara de Viana do Castelo instalou o Conselho Municipal de Baldios de Viana do Castelo, órgão de natureza consultivo constituído por representantes das 13 unidades de baldios do concelho.

Regional 17 Maio, 2024

Carlos Plácido vai pedalar cerca de 500 quilómetros até Lisboa

Um transplante pulmonar permitiu a Carlos Plácido, de Santa Marta de Portuzelo, em Viana do Castelo, voltar a andar de bicicleta. Agora, em forma de agradecimento e encorajamento de outros doentes em lista de espera, quer realizar um sonho: ir à consulta no hospital de Santa Marta, em Lisboa, a pedalar.

Regional 17 Maio, 2024

Navio NRP Rio Minho aberto a visitas no fim de semana

O navio NRP Rio Minho, em missão naquele troço internacional de água, está atracado no cais do Parque de Lazer do Castelinho, em Vila Nova de Cerveira, de portas abertas a visitantes durante o fim de semana.

Regional 17 Maio, 2024

Mais habitações da freguesia de Mujães com ligação à rede de saneamento

A estação elevatória de águas residuais de Agra da Aldeia, freguesia de Mujães, em Viana do Castelo, entrou em funcionamento, permitindo a ligação ao saneamento da rede pública de 55 fogos, servindo 111 habitantes.

Regional 17 Maio, 2024

Insufláveis, torneio de futebol ou “Festa do Sável” abrilhantam o Dia Mundial da Criança em Lanhelas

A freguesia de Lanhelas, no Município de Caminha, vai assinalar o Dia Mundial da Criança, 1 de junho, com várias atividades, para miúdos e graúdos, no Estádio Ilídio Couto, no Cruzeiro da Independência e nos Jardins de São Gregório.