Logo
Nacional

Portugal no grupo dos países com melhor qualidade do ar

19 Março, 2024 | 16:52
Partilhar
Viana TV
3 min. leitura

Portugal está entre os 20 países do mundo com melhor qualidade do ar, segundo uma lista hoje divulgada que analisa o ar de 134 países.

A análise, sobre 2023, faz parte do 6.º Relatório Anual sobre a Qualidade do Ar no Mundo, da responsabilidade da IQAir, uma organização suíça de tecnologia que tem por missão capacitar pessoas, organizações e governos para melhorarem a qualidade do ar.

Para os resultados agora divulgados, nalguns casos preocupantes, a IQAir usou dados de 30.000 estações de monitorização da qualidade do ar em 7.812 locais de 134 países, territórios e regiões.

Em último lugar, na posição 134, surge o Bangladeche, seguido do Paquistão, da Índia, do Tajiquistão e do Burquina Faso.

Para elaborar a lista, a organização tem como principal indicador as chamadas partículas finas (PM2.5), medidas em microgramas por metro cúbico. Estão ligadas nomeadamente a motores de combustão e têm impactos significativos na saúde humana.

De acordo com o relatório, o Bangladeche tinha 79,9 microgramas por metro cúbico de média anual, mais de 15 vezes superior ao aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que recomenda como máximo cinco microgramas.

Na União Europeia os níveis máximos permitidos são 25 microgramas.

No mapa dos países, numa escala de cores em que as melhores posições estão a verde, há mais de 90 com uma classificação menos boa.

A Rússia (10 microgramas, na posição 94) é a primeira nação a verde, seguindo-se depois outras como a Espanha (9,9 microgramas), a França na posição 99 (9,5 microgramas), e o Reino Unido (7,7 microgramas). Portugal, na posição 118, contabiliza 6,8 microgramas.

A melhor classificação vai para a Polinésia Francesa, no lugar 134, com 3,2 microgramas de partículas finas por metro cúbico.

Tal significa que só 16 países/regiões apresentam melhor ar do que Portugal, na lista agora divulgada.

Por cidades capitais, é Nova Deli, na Índia, a mais poluída, seguindo-se Daca, no Bangladeche, e Uagadugu, no Burkina Faso. Roma, Berlim e Paris estão na lista amarela e Lisboa surge na lista verde, à frente de outras capitais a verde como Londres, Madrid, Copenhaga ou Luxemburgo.

San Juan (Porto Rico) aparece como a menos poluída, seguida de Wellington, Camberra e Reiquiavique.

Se for tido em conta apenas o continente europeu (representado por 2.006 cidades em 43 países) a Bósnia-Herzegovina aparece como o país mais poluído, enquanto o menos poluído é a Islândia (concentração média de 04 microgramas de PM2,5 por metro cúbico de ar).

Portugal está no 37.º lugar, apenas atrás da Islândia, Estónia, Finlândia, Suécia, Noruega e Irlanda.

Em termos de cidades europeias, no ano passado só 7% (135) atingiram os valores da OMS, incluindo todas as cidades da Islândia. As cidades de Portugal estão classificadas a verde, mas não no valor recomendado pela OMS.

Entre as principais conclusões do relatório mundial destaca-se que só sete países cumpriram a diretiva anual da OMS (Austrália, Estónia, Finlândia, Granada, Islândia, Maurícia e Nova Zelândia), que um terço da população em África não tem acesso a dados sobre a qualidade do ar, que as concentrações de PM2.5 aumentaram em quase todos os países do sudeste asiático, e que as 10 cidades mais poluídas do mundo estão na Ásia.

Begusarai, na Índia, foi a área metropolitana mais poluída de 2023, sendo a Índia o país das quatro cidades mais poluídas do mundo.

A União Europeia deverá ter em breve uma nova lei sobre a matéria, devendo ser votado em abril, pelo Parlamento Europeu, uma nova diretiva sobre a qualidade do ar ambiente.

A poluição atmosférica é responsável por cerca de 300.000 mortes prematuras por ano na Europa, o que faz dela a principal ameaça ambiental para a saúde, alerta a organização ambientalista europeia EEB.

Contribui, diz, para problemas de saúde que incluem ataques cardíacos, acidentes vasculares cerebrais, doenças respiratórias, diabetes, demência, cancro e atrasos no desenvolvimento cognitivo das crianças.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Desporto 20 Abril, 2024

Juventude Viana perde na Póvoa de Varzim

A Juventude Viana perdeu (3-2), este sábado na Póvoa de Varzim, em jogo da 22ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patins. A equipa vianense mantém o 2º lugar da classificação, mas agora com o Clube Desportivo da Póvoa apenas a um ponto.

Desporto 20 Abril, 2024

Rui Pedro Silva recandidata-se à liderança do Sport Clube Vianense

Rui Pedro Silva vai recandidatar-se à liderança do Sport Clube Vianense, nas eleições marcadas para o próximo dia 24 de maio de 2024. O anúncio foi feito na última Assembleia Geral do clube e confirmado à Viana TV,

Regional 20 Abril, 2024

Câmara de Valença com 300 mil euros positivos e execução de 20,5 ME de receita em 2023

A Câmara de Valença terminou 2023 com um resultado líquido positivo próximo dos 300 mil euros e “a maior execução da receita de sempre, no valor de 20,5 milhões de euros”, revelou a autarquia.

Regional 20 Abril, 2024

Viana do Castelo entre os distritos com menor registo de incumprimentos na limpeza de terrenos

Santarém, Castelo Branco, Braga, Coimbra e Aveiro são os distritos onde se registaram mais incumprimento da limpeza de terrenos florestais, entre 2019 e 2023, informou a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Desporto 20 Abril, 2024

Voleibol Clube de Viana eliminado da Taça Federação

O Voleibol Clube de Viana perdeu (3-0), esta sexta-feira nos Açores frente à Fonte do Bastardo, o segundo jogo das meias finais da Taça Federação. A equipa vianense que já tinha perdido (1-3) o primeiro jogo em Viana do Castelo acabou eliminada da competição.

Cultura 19 Abril, 2024

Caminha: Exposição “50 anos, 50 autores, 50 obras” inaugura amanhã

A Galeria Guntilanis, em Vila Praia de Âncora, no concelho de Caminha, inaugura, este sábado, 20 de abril, pelas 16h00, a exposição "50 anos, 50 autores, 50 obras".

Regional 19 Abril, 2024

Três portugueses suspeitos de integrar rede criminosa espanhola

Três portugueses estão a ser investigados no âmbito do desmantelamento de uma alegada rede criminosa que operava na Galiza e no Norte de Portugal para fornecer lanchas para o narcotráfico, revelou à Lusa fonte da Guardia Civil espanhola.