Logo
Opinião

OPINIÃO: “Arbitragem – O Refúgio dos Incompetentes”

17 Abril, 2024 | 12:22
Partilhar
Paulo Gomes
3 min. leitura

De Norte a Sul do país, das competições regionais até às competições profissionais de futebol o tema recorrente foi, é e será, a arbitragem.

Com o aproximar do términus dos campeonatos de futebol, torna-se por demais evidente, que a forma mais fácil para se conseguir disfarçar épocas menos conseguidas é apontar “todos os dedos das mãos” para a classe que menos hipóteses e capacidade tem para se defender. É um facto. Os árbitros não têm quem os defenda. Não neste país, não neste “nosso” futebol, muito menos, nesta nossa evidente e crónica falta de cultura desportiva.

Nas ligas profissionais um sem número de jornais e programas desportivos inundam as bancas e os écrans, sendo que, 90% dos assuntos abordados estão relacionados com o “desporto-rei”. Na televisão o fenómeno dos “paineleiros” está para ficar. Destacam-se os polémicos, malcriados, malformados e muito pouco conhecedores da causa, afetos aos chamados “clubes grandes”.

Os “prime times” da maioria dos canais estão entregues à boçalidade clubística tão característica das nossas gentes. Os telespectadores, em casa, vibram com os insultos, acusações, insinuações sobre casos, casinhos e arranjinhos. Os árbitros, esses gatunos, são vistos como autênticos terroristas e merecem ser “chicoteados e apedrejados” à boa maneira medieval. Os realizadores dos programas conseguem manter em “looping” as imagens mais polémicas dos jogos de futebol. Por vezes, passam horas a debater um lance, não chegando a conclusão alguma, muito por culpa certamente da cor dos olhos, uns mais tingidos de verde, outros de encarnado e outros de azul. E esse árbitro “ladrão” que não assinalou a falta.

Os canais atingem, deste modo, o seu auge semanal! O pico das audiências surge, para aqueles que permitirem o maior número de impropérios e anormalidades. Os “opinion makers” e “experts” de coisa nenhuma, debitam as mais mirabolantes teorias, sobre uma modalidade, da qual pouco percebem, mas como bons falantes, lá vão vendendo a sua “banha da cobra”, arrecadando mais uns minutinhos de fama, para gáudio dos seus egos obesos e uns euros (muitos) para engordar a conta bancária.

Se estas pessoas, que estão longe de ser protagonistas principais do espetáculo, prestam um péssimo serviço ao desporto e aos próprios canais de televisão, o pior de tudo é ver treinadores, nomeadamente, treinadores dos principais clubes portugueses embarcarem neste tipo de declarações, que são no mínimo redutoras.

Perdendo ou ganhando, depende do ponto de vista, alguns minutos ouvir ou ler as declarações pós jogo dos intervenientes, na sua maioria treinadores, rapidamente verificamos que as declarações da equipa vencedora, raramente aborda as arbitragens ou a influência da mesma no resultado obtido, salvo raríssimas exceções, e quando abordam é para valorizar ou ressalvar o excelente trabalho da equipa de arbitragem. Do lado oposto, a equipa derrotada, justifica quase sempre, o resultado negativo, com a “dualidade de critérios” do árbitro, “penalties por assinalar”, “um pontapé de canto que não era e acabou por dar o golo adversário” ou até mesmo “um lançamento de linha lateral, ainda no seu meio-campo, que mais tarde, possibilitou um livre, que viria a dar um canto, o qual viria dar o golo adversário”. E com isto, se justifica noventa minutos de um jogo de futebol.

Não contentes com as desculpas encontradas, as equipas derrotadas, ainda se acham no direito de ameaçar e colocar em causa a dignidade dos adversários, ou seja, insinuando que a derrota surgiu por manobras de bastidores. Os resultados não são, uma consequência natural do mérito dos vencedores ou demérito dos vencidos, mas são, na grande maioria das vezes, impostos por forças obscuras que só eles conseguem identificar.

Esta incapacidade de autoanálise, por parte dos principais intervenientes no futebol, irá ser, constantemente, um entrave ao seu desenvolvimento. O foco deveria ser sempre “nós”. Onde falhamos?! O que precisamos melhorar?! Onde devemos trabalhar mais e melhor?! Onde temos de ser mais competentes?! Mas não. É, sempre mais fácil, procurar nos outros as razões do nosso insucesso.
Pepe Guardiola, treinador do Manchester City, um dos treinadores mais titulados e prestigiados da história do futebol, após um jogo contra o Barcelona, no qual não é assinalado um penalti a seu favor, recusa-se a usar como desculpa os erros de arbitragem, achando que isso o iria impedir a si e à sua equipa de procurar soluções, alternativas para contrariar as derrotas ou fracassos.

Será que o Pepe está errado? Porque não procura ele o caminho mais fácil? Porque não procura ele o Refúgio dos Incompetentes?

 

 

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 21 Maio, 2024

Vila Nova de Cerveira: Catarina Furtado apresenta espetáculo triplo no Palco das Artes

Como já tem sido habitual, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira de forma a assinalar o Dia Mundial da Criança (1 de junho), tem vindo a desenvolver atividades lúdicas de vertente pedagógica, culminando num dia de convívio marcado com algumas surpresas.  Este ano, não é exceção, e o município diz ter colocado "a cereja no topo do bolo" com "Doce Gotinha - Uma Grande Viagem" que traz, no dia 28 de maio, a reconhecida apresentadora Catarina Furtado ao Palco das Artes.

Nacional 21 Maio, 2024

Negociações entre o Governo e os professores terminam hoje

O Ministério da Educação, Ciência e Inovação (MECI) recebe hoje as organizações sindicais para a última reunião negocial com vista à definição dos termos para a recuperação do tempo de serviço dos professores.

Nacional 21 Maio, 2024

Operação Nacional “Tiro Seguro” apreende mais de 6 mil munições

Decorrente das ações de fiscalização realizadas, foram apreendidas 6182 munições da classe D, por suspeitas de tráfico de munições em campo de tiro, tendo sido constituído arguido o proprietário.

Regional 21 Maio, 2024

Câmara Municipal de Ponte de Lima distinguida pela sua presença na Internet

A Câmara Municipal de Ponte de Lima foi distinguida no âmbito do Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais (IPIC) 2023, cujos resultados foram apresentados numa sessão pública realizada no dia 23 de abril, nas instalações da UNU Egov, em Guimarães. 

Regional 21 Maio, 2024

Monção: Polidesportivo da Escola da Estrada já abriu as portas

Após um processo de requalificação, que englobou colocação de cobertura e um novo gradeamento, o Polidesportivo da Escola da Estrada, em Mazedo, já está ao serviço da comunidade educativa. Hoje, as portas abriram-se, pela primeira vez, e as crianças manifestaram-se, alegres e entusiasmadas com a nova estrutura.

Regional 20 Maio, 2024

“Bendas de Bagageira” está de regresso a Vila Praia de Âncora

A 2ª edição da "Bendas de Bagageira" da Quinta da Quinhas e Hotel Meira, em Vila Praia de Âncora acontece este domingo dia 26 de maio.

Nacional 20 Maio, 2024

Fisco alerta para mensagens falsas sobre pagamento de coimas

Alguns contribuintes estão a receber mensagens escritas (SMS) para pagarem determinada quantia a título de coimas ou contraordenações, o que levou a Autoridade Tributária e lançar um alerta avisando de que estas mensagens são falsas.