Logo
Nacional

Metade da população joga a dinheiro, sendo mais viciante para os homens

4 Abril, 2024 | 8:20
Partilhar
Viana TV
2 min. leitura

Cerca de metade da população em Portugal (55,6%) joga a dinheiro, segundo um estudo nacional que indica que a maioria não tem sinais de dependência, um problema que afeta mais os homens e os jovens.

“No conjunto da população, há 55,6% de jogadores de qualquer tipo de jogo a dinheiro”, sendo o Euromilhões o mais jogado, segundo o relatório final do V Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoativas na População Geral, Portugal 2022, divulgado pelo Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD).

Quase metade da população (45,6 %) joga Euromilhões, seguindo-se a Raspadinha (36,8 %), o Totobola/Totoloto (12,2%), a Lotaria (11,3%) e o Placard (8,8%), revela o relatório que teve por base entrevistas realizadas entre setembro de 2021 e novembro de 2022 a pessoas entre os 15 e os 74 anos de idade.

O estudo indica ainda que os homens jogam mais do que as mulheres (62,7% vs 49%), com exceção da Raspadinha, que é mais pedido pelo sexo feminino.

Os investigadores realizaram um teste para perceber a dependência do jogo e concluíram que 53,7% da população não tinha problemas de dependência em relação a jogos de fortuna ou azar, mas 1,3% da população apresentava alguns sinais e 0,5% tinha mesmo a “probabilidade de ser jogadores patológicos”.

A prevalência de jogadores com alguns problemas subiu de 0,3% em 2012 para 1,2% em 2017, mantendo-se agora estável neste último relatório. Também a prevalência de jogador patológico passou dos 0,3% em 2012 para os 0,6% em 2017, tendo agora descido ligeiramente para os 0,5%.

A probabilidade de ser jogador patológico é superior entre os jogadores do sexo masculino e entre os jovens entre os 25 e os 34 anos, segundo o estudo hoje divulgado.

O estudo também analisa os jogos eletrónicos, que têm uma prevalência de 8,8%, sendo superior entre os homens (13,2% face a 4,7% para as mulheres), e entre os jovens entre os 15 e os 24 anos.

“A prevalência de jogo eletrónico vai diminuindo à medida que se avança na idade”, lê-se no estudo, que indica que quase metade dos utilizadores jogou diariamente ou quase diariamente um qualquer jogo e cerca de um terço várias vezes por semana.

Se o entretenimento é apontado por quase metade da população jogadora de jogos eletrónicos como um motivo muito importante para jogar, muitos admitem que o fazem “como escape à tristeza e à depressão” ou para “fazer coisas que não se fazem na vida real”, como conduzir carros de corrida ou pilotar aviões.

O inquérito apresenta também um capítulo sobre a prevalência do consumo de heroína ao longo da vida, que baixou uma décima entre 2017 e 2022, passando de 0,5% para 0,4%.

O início do consumo de heroína ocorre, em média, aos 22 anos na população geral, mais cedo nos homens (22 anos) do que nas mulheres (23 anos).

Já o consumo de cogumelos alucinógenos subiu 0,1% entre 2017 e 2022, de 0,2% para 0,3%, sendo entre os mais jovens que se verificam mais consumos.

A idade média de início do consumo de cogumelos alucinógenos é de 20 anos na população geral, sendo mais cedo nos homens (19 anos) do que nas mulheres (22 anos). Quando consideramos a população mais jovem – com idades entre os 15 e os 24 anos – esta média desce para os 18 anos.

O inquérito foi realizado pelo CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH) para o SICAD – Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências, na sequência dos estudos realizados em 2001, 2007, 2012 e 2017.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Opinião 17 Abril, 2024

OPINIÃO: “Arbitragem – O Refúgio dos Incompetentes”

De Norte a Sul do país, das competições regionais até às competições profissionais de futebol o tema recorrente foi, é e será, a arbitragem.

Regional 17 Abril, 2024

Trabalhos de reabilitação das ruas da Retorta e do Bulhente em “fase bastante adiantada”

Encontram-se em "fase bastante adiantada" os trabalhos de reabilitação das ruas da Retorta e do Bulhente, em Vila Praia de Âncora, uma das zonas bastante afetadas pelas intempéries que, no início do ano passado, causaram profundos estragos por todo o concelho de Caminha.

Nacional 17 Abril, 2024

Desmantelada em Portugal e Espanha rede de narcotráfico e branqueamento

Uma rede criminosa internacional de tráfico de estupefacientes e branqueamento de capitais, ativa há oito anos na União Europeia e América do Sul, foi desmantelada em Portugal e Espanha e detidos 20 suspeitos, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Regional 17 Abril, 2024

Assembleia Jovens de Abril fez-se ouvir nos Paços do Concelho de Valença

Dezenas de alunos do Agrupamento de Escolas Muralhas do Minho, em Valença, deram corpo e voz às suas ideias e anseios na Assembleia Jovens de Abril, que decorreu, esta quarta-feira, 17 de Abril, nos Paços do Concelho. 

Regional 17 Abril, 2024

Ponte de Lima: Museu dos Terceiros expõe festa e procissão de Nossa Senhora das Dores

O Museu dos Terceiros, em Ponte de Lima, inaugura, esta sexta-feira, pelas 18h00, a exposição "A Festa e Procissão de Nossa Senhora das Dores em Ponte de Lima" que “põe em evidência a devoção” do concelho àquela santa, foi hoje divulgado.

Regional 17 Abril, 2024

Centro Social e Cultural de Barroselas vai ser alvo de melhorias nas instalações

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, assinou um Protocolo de Cooperação e Apoio Financeiro ao Centro Social e Cultural de Barroselas para a 1ª fase de melhorias nas instalações desta Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), momento que contou também com a presença da Vereadora da Coesão Social, Carlota Borges, e do Presidente da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, Rui Sousa.

Regional 17 Abril, 2024

Município de Valença vai apoiar Apicultores

O Município de Valença vai apoiar os apicultores locais através da oferta de meias alças lusitanas e lâminas alveoladas, iniciando assim um processo de modernização da apicultura local.

Cultura 17 Abril, 2024

“Ciclo de Polinização Musical” está de regresso a Paredes de Coura em maio

Lula Pena, Daniel Pereira Cristo e a dupla galega Xisco Feijoó e María Vidal são alguns dos nomes do cartaz do Ciclo de Polinização Musical de Paredes de Coura, agendado para maio, revelou hoje a autarquia.