Logo
Nacional

Gouveia e Melo destaca importância dos seis novos navios que vão ser construídos em Viana do Castelo

30 Dezembro, 2023 | 11:20
Partilhar
Viana TV
2 min. leitura

O Chefe do Estado-Maior da Armada destacou o valor estratégico dos seis novos patrulhas oceânicos (NPO) que vão ser construídos em Viana do Castelo, com capacidades tecnológicas avançadas, que serão adicionados à frota entre 2027 e 2030.

O processo de aquisição de NPO para substituir as antigas corvetas da Marinha prevê nesta terceira fase a entrega do primeiro navio em 2027, o segundo em 2028, e dois por ano em 2029 e 2030, segundo foi anunciado na cerimónia de assinatura do contrato com a herdeira dos antigos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, a portuguesa WestSea, nas instalações centrais da Marinha, Lisboa.

A Marinha, disse o Chefe do Estado-Maior da Armada, Gouveia e Melo, “reconhece o esforço” para a modernização dos equipamentos – a construção de seis NPO vai custar 300 milhões de euros – que considerou imprescindível para a proteção das águas portuguesas, um espaço vital de trânsito para qualquer atividade militar e “zona muito cobiçada”.

“Não desistimos de uma Marinha significativa”, advertiu Gouveia e Melo, adiantando que em 2024, no último ano do seu mandato, serão assinados os contratos para a compra de dois novos navios reabastecedores e oito navios patrulhas costeiros, além da conclusão da modernização das fragatas Bartolomeu Dias e o “upgrade” das fragatas Vasco da Gama.

Quanto aos novos NPO, disse, vão ter capacidades tecnológicas avançadas, incluindo um desenho “modular e adaptativo”, que transformou o “navio tipicamente de fiscalização numa unidade combatente que será útil no inventário da OTAN e reforçará o valor militar da Marinha portuguesa no seio da Aliança”.

Segundo o almirante, os NPO que serão construídos em Viana do Castelo estão “um passo à frente” dos anteriores, com propulsão totalmente elétrica e novos sensores na área de radares e capacidade de operação de veículos autónomos, podendo desempenhar funções na guerra de minas e de vigilância anti-submarina.

A capacidade de transporte de pessoal e projeção de forças, a possibilidade de ser uma plataforma para lançar raides anfíbios com fuzileiros em costa aberta, sonares ativos de baixa frequência são outras características destes navios, que mantém as funções tradicionais de vigilância, busca e salvamento marítimos, sublinhou.

“Acreditamos que será através da guerra anti-submarina e com a robotização da guerra que podemos acrescentar valor significativo à Aliança”, disse, considerando “imprescindível” a aquisição de mais dois submarinos “mais pequenos e versáteis”.

Os navios terão um custo de cerca de 300 milhões de euros, previsto na Lei de Programação Militar, disse o secretário de Estado da Defesa Nacional, Carlos Pires, afirmando que a Marinha pode, atualmente, não só “ombrear” com os aliados nesta área mas também inspirá-los.

O governante considerou que as capacidades da terceira geração de NPO permitirão reforçar a “frutífera cooperação” com as forças e serviços de segurança portugueses.

Os novos NPO, disse, espelham a importância “atribuída às Forças Armadas permitindo atender às necessidades presentes” e “preparar a Marinha e o país para os desafios para o futuro próximo, marcado pela incerteza e imprevisibilidade”.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 5 Março, 2024

Associação denuncia falta de medicação para artrite reumatóide na ULS do Alto Minho

A presidente da Associação dos Doentes com Artrite Reumatoide (ANDAR), Arsisete Saraiva, denunciou hoje que a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) não está a disponibilizar o tratamento para a artrite reumatoide.

Regional 5 Março, 2024

Explicador de Matemática de Viana do Castelo volta a abusar de menores e é preso pela PJ

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 48 anos de idade, residente no concelho de Viana do Castelo, suspeito da prática de crimes de abuso sexual de menores dependentes ou em situação vulnerável.

Nacional 5 Março, 2024

Portugal regista o 2.º maior consumo do mundo de fármaco para insónias

Portugal registou em 2022 o segundo maior consumo do mundo do fármaco de combate à insónia zolpidem, e um dos maiores do anestésico e sedativo cetamina, segundo o relatório do Conselho Internacional para o Controlo de Narcóticos (INCB).

Desporto 5 Março, 2024

Atleta da APPACDM conquista medalha de bronze no primeiro dia do “Virtus European Winter Games”

Jorge Miguel Sousa, atleta da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo, está a representar Portugal no Campeonato do Mundo e da Europa de Remo Indoor VIRTUS, tendo conquistado já uma medalha de bronze esta segunda-feira. A competição decorre até esta sexta-feira, 8 de março, em Zakopane, na Polónia. 

Nacional 5 Março, 2024

5G: Tecnologia em todos os concelhos e 69% das freguesias no final de dezembro

A tecnologia 5G chegava "a todos os concelhos" de Portugal e a "69% das freguesias" no final do ano passado, de acordo com dados hoje divulgados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Nacional 5 Março, 2024

Viana do Castelo sob aviso amarelo na quinta-feira

Viana do Castelo está entre os dez distritos do continente sob aviso amarelo, a partir de quinta-feira, 7 de março, devido à previsão de agitação marítima. A informação foi avançada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Regional 5 Março, 2024

Plano de salvaguarda de branda em Monção vai para discussão pública

O Plano de Pormenor de Salvaguarda da branda de Santo António de Vale de Poldros, Riba de Mouro, Monção, entra em consulta pública, na próxima terça-feira, por 20 dias úteis, segundo o aviso hoje publicado em Diário da República.