Logo
Nacional

Carta de condução e cartão de cidadão no telemóvel já têm o mesmo valor dos documentos físicos

12 Fevereiro, 2024 | 20:59
Partilhar
Viana TV
1 min. leitura

Os documentos digitais disponíveis na aplicação móvel id.gov, uma carteira digital, como a carta de condução ou o cartão do cidadão, já têm o mesmo valor jurídico dos documentos físicos, segundo legislação já em vigor.

O reconhecimento da mesma validade legal, que a dos documentos físicos aos documentos disponíveis na carteira digital do id.gov resulta de uma alteração à Lei 19-A/2024, publicada na passada quarta-feira e que entrou em vigor no dia seguinte.

Esta alteração legislativa determina que “os documentos, títulos ou licenças em suporte digital e respetivos dados apresentados em tempo real perante terceiros em território nacional”, através daquela aplicação, “presumem-se conformes aos documentos originais, tendo igual valor jurídico e probatório”.

A id.gov.pt é uma aplicação móvel que permite guardar, consultar e partilhar, através do telemóvel (smartphone), os dados dos documentos de identificação que estejam disponíveis na app.

Documentos de identificação emitidos pelo Estado Português para cidadãos portugueses, como o Cartão do Cidadão, a Carta de Condução, o Documento Único Automóvel (DUA) ou o cartão de saúde da ADSE para os funcionários públicos, são exemplos de documentos que podem ser adicionados na app id.gov.pt por nacionais que tenham Chave Móvel Digital (CMD) ativa.

Esta aplicação da Administração Pública permite guardar e consultar cartões de identificação, em qualquer momento, reproduzindo uma imagem autêntica e certificada dos documentos de identificação, autenticação feita através da Chave Móvel Digital.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Regional 5 Março, 2024

Associação denuncia falta de medicação para artrite reumatóide na ULS do Alto Minho

A presidente da Associação dos Doentes com Artrite Reumatoide (ANDAR), Arsisete Saraiva, denunciou hoje que a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) não está a disponibilizar o tratamento para a artrite reumatoide.

Regional 5 Março, 2024

Explicador de Matemática de Viana do Castelo volta a abusar de menores e é preso pela PJ

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 48 anos de idade, residente no concelho de Viana do Castelo, suspeito da prática de crimes de abuso sexual de menores dependentes ou em situação vulnerável.

Nacional 5 Março, 2024

Portugal regista o 2.º maior consumo do mundo de fármaco para insónias

Portugal registou em 2022 o segundo maior consumo do mundo do fármaco de combate à insónia zolpidem, e um dos maiores do anestésico e sedativo cetamina, segundo o relatório do Conselho Internacional para o Controlo de Narcóticos (INCB).

Desporto 5 Março, 2024

Atleta da APPACDM conquista medalha de bronze no primeiro dia do “Virtus European Winter Games”

Jorge Miguel Sousa, atleta da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Viana do Castelo, está a representar Portugal no Campeonato do Mundo e da Europa de Remo Indoor VIRTUS, tendo conquistado já uma medalha de bronze esta segunda-feira. A competição decorre até esta sexta-feira, 8 de março, em Zakopane, na Polónia. 

Nacional 5 Março, 2024

5G: Tecnologia em todos os concelhos e 69% das freguesias no final de dezembro

A tecnologia 5G chegava "a todos os concelhos" de Portugal e a "69% das freguesias" no final do ano passado, de acordo com dados hoje divulgados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Nacional 5 Março, 2024

Viana do Castelo sob aviso amarelo na quinta-feira

Viana do Castelo está entre os dez distritos do continente sob aviso amarelo, a partir de quinta-feira, 7 de março, devido à previsão de agitação marítima. A informação foi avançada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Regional 5 Março, 2024

Plano de salvaguarda de branda em Monção vai para discussão pública

O Plano de Pormenor de Salvaguarda da branda de Santo António de Vale de Poldros, Riba de Mouro, Monção, entra em consulta pública, na próxima terça-feira, por 20 dias úteis, segundo o aviso hoje publicado em Diário da República.