Logo
Regional

Autarquia disponível para acabar com contentores no hospital de Viana do Castelo

23 Janeiro, 2024 | 16:15
Partilhar
Pedro Xavier
2 min. leitura

O presidente da Câmara de Viana do Castelo manifestou hoje total disponibilidade para encontrar uma solução definitiva para acabar com os contentores onde funciona atualmente parte do serviço de urgência do hospital de Santa Luzia.

O autarca socialista, que respondia às interpelações dos vereadores do PSD e da CDU, durante o período antes da ordem do dia da reunião ordinária do executivo municipal, disse que apesar de não ter havido descentralização de competências na área da saúde, a autarquia “acompanhará sempre o que a administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) entender ser estratégico” para as necessidades da região.

“Até essa solução precária [contentores de apoio à urgência] já está de tal maneira desgastada que começa a ser em si, precária. Precária e que interessa resolver o mais rapidamente possível. Temos tido um conjunto de dificuldades, uma delas prende-se com a nomeação do novo conselho de administração da ULSAM. Que a nova equipa possa vir com energia e com vontade transformadora, inovadora e de avançar”, afirmou, acrescentando que o município “não se pode substituir à administração”.

O mandato do atual conselho de administração da ULSAM terminou em 2019, mas foi prorrogado até 31 de dezembro de 2021 devido à pandemia de covid-19.

Atualmente, o CA da ULSAM está reduzido a dois dos seis elementos, funcionando apenas com o presidente, Franklim Ramos, e uma vogal.

O vereador do PSD, Paulo Vale, lembrou que uma “ala do serviço de urgência” do hospital de Santa Luzia, funciona “há mais de uma década em contentores” e, apesar de reconhecer que não é uma competência da autarquia, apelou ao presidente da câmara que diligencie no sentido de encontrar uma fonte de financiamento no Plano de Recuperação e Resiliência para um projeto “definitivo que ponha fim a um provisório há mais de uma década”.

Também a vereadora da CDU, Cláudia Marinho, pediu ao autarca socialista para tentar “uma solução benéfica para todos”.

Luís Nobre lembrou que fez várias tentativas nesse sentido e disse esperar que “o impasse de governação” que o país enfrenta “não se prolongue por muito tempo, pelo menos, para a clarificação da nova organização do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em Unidades Locais de Saúde (ULS) que poderá alterar o modelo de financiamento da ULSAM”.

“Todos nós reconhecemos, há muito tempo, que financiamento da ULSAM não acompanha o de outros distritos. Tivemos sempre essa dificuldade. Julgo que com a clarificação do modelo de gestão será corrigida a forma de financiamento. Pode ser um fator de resolução de algumas dificuldades com que a administração se debate. É pelo menos essa a nossa expectativa”, afirmou.

Criada em 2009, a ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, servindo uma população residente superior a 244 mil pessoas dos 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo e algumas populações vizinhas do distrito de Braga.

A Blisq Creative é uma agência de comunicação, especialista em planeamento estratégico, marketing digital, design e web. Orientamo-nos pela estratégia e pela criatividade

Programas de Autor

Episódios Recentes Ver Mais

Notícias

Nacional 13 Julho, 2024

Ministra do Trabalho admite mudanças no subsídio de desemprego

A ministra do Trabalho disse no parlamento, que as mudanças que defende são no subsídio social de desemprego, mas admitiu que também mudanças no subsídio de desemprego poderão acontecer após discussão em concertação social.

Música 13 Julho, 2024

Escola do Rock em Paredes de Coura arranca com mais de 40 alunos de todo o país

Mais de 40 'alunos' de vários pontos do país, de norte a sul, e até da vizinha Galiza participam na Escola do Rock, que tem a primeira chamada no próximo domingo, 14 de julho, em Paredes de Coura, e fecha o período letivo na sexta-feira seguinte com o habitual concerto final de apresentação do resultado da residência intensiva.

Opinião 13 Julho, 2024

OPINIÃO: Benefícios, desafios e impacto na vida dos doentes renais

Várias décadas de evolução na hemodiálise proporcionaram uma mudança radical no acesso ao tratamento e várias evoluções técnicas que permitiram um aumento significativo da qualidade dos tratamentos e da qualidade de vida dos doentes renais crónicos com necessidade de tratamento substitutivo renal. Longe vão os tempos em que apenas um grupo selecionado de doentes tinha acesso à diálise e, mesmo esses, tinham uma qualidade de vida bastante sofrível.

Regional 12 Julho, 2024

Melhor festival de cerveja artesanal da Península Ibérica já está a bombar em Caminha

O Artbeerfest Caminha já está a bombar e promete encher o coração da Vila, até domingo, não apenas de saborosas cervejas, mas também de música, dança, cor e alegria.

Nacional 12 Julho, 2024

DECO PROteste insiste na redução do IVA da eletricidade para todos os consumidores

A DECO PROteste considerou insuficiente o alargamento do IVA da eletricidade a 6% a mais famílias, aprovado em junho, e insistiu que aquela taxa deve ser aplicada na luz e no gás para todos os consumidores.

Regional 12 Julho, 2024

Participação prévia na alteração ao Plano de Urbanização da Cidade de Viana do Castelo e ao Plano de Pormenor para a Área Marginal ao Rio Lima até 1 de agosto

Na sequência da decisão da Câmara Municipal de Viana do Castelo, de 14 de maio do presente ano, de iniciar o procedimento de alteração ao Plano de Urbanização da Cidade de Viana do Castelo e ao Plano de Pormenor para a área marginal ao Rio Lima, entre a Ponte Eiffel e a Ponte do IC 1, em Darque, decorrem, entre 12 de julho e 1 de agosto, os períodos de participação prévia.

Regional 11 Julho, 2024

Notícias de Viana apresenta nova imagem e linha editorial

O jornal Notícias de Viana, que é propriedade da Diocese de Viana do Castelo, promoveu um evento de lançamento da sua nova imagem e linha editorial. A informar desde 1916, o título passa a ser mensal e pretende também apostar no digital.